Tratamento

Compartilhe



Tratamento de surtos (agudizações):

 

São possíveis as seguintes abordagens no tratamento de um evento agudo:

• Esteróides intravenosos: pulsoterapia com altas doses de corticóide, geralmente metilprednisolona intravenosa por cinco dias.

• Plasmaférese: A plasmaférese é frequentemente recomendada para formas moderadas a agressivas de mielite transversa (MT) e neurite óptica (NO), como frequentemente é o caso com ENMO, caso não haja melhora significativa após o tratamento com esteróides intravenosos.

 

Nos casos em que não há resposta aos esteróides ou à terapia com plasmaférese, o uso de imunossupressores ou agentes imunomoduladores pode ser considerado. Um exemplo é o uso de ciclofosfamida intravenosa (um medicamento quimioterápico frequentemente usado para linfomas ou leucemia).

 

Prevenção de surtos:

O curso clínico da doença, em mais de 90% dos pacientes a doença é recorrente, marcada por surtos imprevisíveis de NO, mielite ou outros sintomas como o acometimento da área postrema. Portanto, atualmente é consenso o tratamento contínuo com medicamentos que suprimem o sistema imunológico do paciente.

 

Os imunossupressores mais comuns no Brasil, atualmente, são:

 

• Azatioprina (Imuran®)

• Micofenolato de mofetila (CellCept®)

• Metotrexato

• Rituximabe

Recentemente, medicações específicas para o ENMO foram aprovadas e provavelmente em breve estarão disponíveis para uso no Brasil.

• Satralizumabe

• Inebilizumabe

• Eculizumabe

 

Tratamento Sintomático:

 

Os cuidados de reabilitação são essenciais para prevenir complicações secundárias da imobilidade e melhorar as habilidades funcionais. É importante iniciar a terapia precocemente durante o curso da recuperação para evitar problemas relacionados à inatividade (como ruptura da pele e contraturas dos tecidos moles) que levam à perda da amplitude de movimento.

 

Várias medidas e medicamentos podem ser usados no alívio e controle das manifestações clínicas do ENMO. Entre as manifestações susceptíveis de abordagem terapêutica sintomática se encontram:

 

• Espasticidade

• Dor e dormência

• Distúrbios da micção

• Distúrbios do funcionamento intestinal

• Distúrbios sexuais

• Fadiga

• Ansiedade e depressão.