Manual da saúde do cérebro para pessoas com Esclerose Múltipla

Compartilhe

 Empoderando-se do seu tratamento

 

Escolher como iniciar eo tratamento e quando mudar este tratamento deve ser uma decisão compartilhada entre médicos e pacientes.

O paciente desempenha um importante papel nessa tomada de decisão, ele deve trazer para a conversa com seu médico seus valores, necessidades, limitações, estilo de vida, metas de tratamento e dúvidas sobre o provável curso da doença.

É importante também tratar de assuntos de cunho emocional e psicológico, como: fatores relacionados ao estilo de vida, aos sentimentos de insegurança e de impotência e ao medo frente as perspectivas de evolução da doença.

Questionar sobre os benefícios do tratamento, a ocorrência de efeitos colaterais e a interferência na qualidade de vida são pontos fundamentais.

Quando a pessoa portadora de EM sente-se bem informada a respeito de sua doença e sobre o seu tratamento e possui uma relação aberta, de confiança e bem estabelecida com seu médico, elas são mais propensas a seguir o tratamento, portanto, estão menos sujeitas a recidivas.

Sendo assim, o paciente bem informado e com uma postura colaborativa frente à equipe de saúde é peça fundamental para que o tratamento para a EM seja bem sucedido.

 

Bibliografia:

© 2016 Oxford PharmaGenesis Ltd. Brain health: a guide for people with multiple sclerosis is licensed

under the Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

To view a copy of this license, visit http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/.