Atividades físicas

Compartilhe

Além de ser essencial para a saúde e bem estar das pessoas, os exercícios físicos ajudam a melhorar muitos sintomas da EM.

O sedentarismo em pessoas com ou sem EM pode resultar em numerosos fatores de riscos associados a doenças cardiovasculares. Pode ainda levar a fraqueza muscular, diminuição da densidade óssea com um aumento do risco de fraturas, ineficiência respiratória e da deglutição.

Um programa de exercícios deve ser direcionado para as capacidades e limitações individuais, e deve ser ajustado para as mudanças que podem ocorrer com os sintomas da EM. É necessário um profissional para formular, supervisionar e revisar um programa de exercícios bem equilibrado. Qualquer paciente com EM que deseja iniciar um novo programa de atividade física deve antes consultar o seu médico assistente.

Os períodos dos exercícios e a duração devem ser bem programados para evitar os horários mais quentes do dia e prevenir a fadiga excessiva. Um bom programa de exercícios físicos pode ajudar a desenvolver o potencial muscular máximo, melhorar a capacidade respiratória e prevenir complicações secundárias. Além de melhorar o condicionamento físico a atividade física regular proporciona uma agradável sensação de bem-estar.